Tem interesse em aprender mais sobre produçao musical?

Aprenda técnicas AVANÇADAS de produção musical com AULAS PARTICULARES onde desenvolvemos a partir do estilo de som que você deseja produzir, MELHORE seu workflow, finalizando suas tracks mais rapidamente e com mais QUALIDADE.

Por que gostamos tanto de bass na música?

August 1, 2017

 

 

 

 

Na música eletrônica é essencial a presença dos graves (principalmente na região do sub bass), e não é a toa que isso foi tão popularizado, pois é nessa região que traz a sensação de calor para mix, dando profundidade e marcando o ritmo em nossa mente. A neurociência explica, em 2014, pesquisadores da Northwestern University, nos Estados Unidos, revelou que músicas com graves mais “pesados” geram sentimentos de “poder” nos ouvintes.

 

Os graves, são gerados a partir de ondas sonoras com baixa freqüência, localizado numa região de 100Hz para baixo, é como tocar nas notas do canto esquerdo de um piano, lá voce vai encontrar tons mais baixos, “pesados”.

 

 

 

Um estudo realizado por volta de 2015 do McMaster Institute for Music and Mind do Canadá pesquisou como o cérebro humano reage a tons graves e agudos. O estudo fez com que os participantes ouvissem um fluxo de sons e tocassem os dedos quando detectaram o ritmo, enquanto isso, erros fora do ritmo foram inseridos nesses batimentos, e os cérebros foram diagnosticados para responder mais fortemente aos batimentos graves, tons mais baixos.

 

Isso levou os pesquisadores a determinar que é mais fácil para nós humanos compreender sons mais graves. Basicamente, seu cérebro  entende os ritmos com tons mais baixos do que mais agudos.

 

Então se conclui que não é a bateria e sim o Baixo é que conduz o ritmo da música, isso vale tanto para a música eletrônica como no Reggae ou Hip-Hop, Pop entre outros. 

 

Por isso vemos a importância de criar um Kick e Bass marcante em uma música, pois são eles que vão dominar essa região na mix, esses elementos devem trabalhar juntos, e existem uma série de fatores, desde a síntese até a mixagem deles para chegar a um resultado que seja satisfatório para o ouvinte.

 

Bora ouvir uma track referência:

 

 ONIONBRAIN - THE ANCIENT (PERUM 2011)

 

FONTE:

http://www.gazetadopovo.com.br/caderno-g/g-ideias/por-que-os-sons-graves-tem-tanto-poder-sobre-nos-4e39mmtitrjdkasz22wfno2cw

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Oscilloscope Music: A arte de desenhar com o som

March 6, 2018

1/2
Please reload

Posts Em Destaque
Posts Recentes