Tem interesse em aprender mais sobre produçao musical?

Aprenda técnicas AVANÇADAS de produção musical com AULAS PARTICULARES onde desenvolvemos a partir do estilo de som que você deseja produzir, MELHORE seu workflow, finalizando suas tracks mais rapidamente e com mais QUALIDADE.

Entrevista com Calabi Yau (PT/EN)

August 22, 2017

 

ENGLISH BELOW

 

Olá, seguindo com as entrevistas, hoje vamos conversar com o produtor argentino Calabi Yau, que com muita criatividade que produz um som único com influência de vários estilos, você vai entender com sua biografia e suas brilhantes respostas abaixo:

 

CALABI YAU (Argentina)

Egregor Music

 

 

(Versão Traduzida para Português)

 

Nascido em 1987 na província de Neuquén, Facundo Melchor ficou extremamente curioso sobre a música desde muito cedo.

 

Aos 5 anos começou com suas primeiras práticas e aulas de teclado. Durante os anos de infância, ele se juntou a um coro e começou a tocar instrumentos de ventos e percussão.

Foi até 2002, aos 15 anos, quando conheceu o mundo da programação rítmica , edição de áudio e ferramentas informáticas para executar essas tarefas.

Em 2003, ele começou a estudar mais a fundo como autodidata, pesquisando, lendo e compartilhando com amigos e referências profissionais do campo musical que passou seus próximos anos experimentando diferentes estilos (D & B, Trip Hop, Jungle, House , Minimal, techno, Ácido, Psytrance) em diferentes projetos e formatos.

Já morava na cidade de Buenos Aires em 2010, quando decide concentrar toda sua energia em um novo projeto musical inteiramente trabalhado na plataforma Ableton Live. Começou o projeto Calabi Yau estreando em sua primeira apresentação em Buenos Aires no Orionids Festival (2012) ao lado de ZIK, Orestis, Zikore, Glosolalia, Ñutram kalku, Automata Theory e Invid Mind.

 

Em 2013, com seus amigos da Patagônia (Ñutram Kalku, Adansonia, Trulpacum) fundaram a Egregor Music.

 

 Durante os anos seguintes, Facu (Calabi Yau) participou e palestrou em vários seminários e workshops em diferentes cidades da Argentina, bem como aulas privadas e on-line com alunos e professores de diferentes partes do mundo.

 

 

 

 

 

Há quanto tempo você trabalha com produção musical?

No começo eu tinha 15 anos de idade quando eu brincava com DAW’s como videogames. Eu passei muito tempo fazendo apenas fazendo ruídos loucos sem nenhum senso ou estrutura, Após 2 anos eu mantive nesse jeito enquanto eu comecei a procurar informações sobre produção musical e síntese, isso me levou a lugares mais importantes da minha vida.

 

Qual é a DAW que você é mais familiarizado?

Eu usei por muitos anos o Fruity Loops, também Rebirth and Reason, más desde 2010 eu comecei a usar ABLETON LIVE, eu me tornei total viciado nele. Também ja testei Logic e Cubase mas não pratico diariamente com eles.

 

Quando você começa a escrever uma track, por onde começa?

Eu sempre começo enrolando um “fat joint” e após isso começo kick and bass, ou as vezes uns padrões rítmicos. Eu nunca começo do mesmo jeito.

 

Seu plug-in favorito?

Reaktor and Serum para sempre.

 

Quais são os equipamentos que você tem no estúdio?

Atualmente eu tenho somente meu Macbook Pro, Native Instruments Audiokontrol e meus monitores Mackie 5, sem nenhum synth hardware, somente plugins digitais. Estou economizando dinheiro para um upgrade no meu estúdio o mais rápido possível. 

 

Dê uma dica para novos produtores se ingressarem em uma carreira profissional.

Em termos musicais, é importante permear as influências da música e da cultura. Não rejeite estilos de música ou estética de sons, a música está em constante mudança. Como produtor musical, você sempre precisa ser atualizado e com ouvidos abertos. Continue estudando até a morte. A música é uma arte não é um esporte. Sempre seja humilde e agradecido com os outros. Não compita com ninguém, espalhe amor, boa vibração e nunca pare de fazer o que você ama.

 

Quais são seus próximos passos, projetos, releases?

Desde que vim morar no Brasil há alguns meses, estou preparando meu novo EP Calabi Yau da Fantazy Records e da Egregor Music como uma colaboração entre rótulos para lançamento e promoção. Os próximos shows na minha estrada são: Natureza Digital (PR), Meiembipe (SC) e Samsara e Underground Valley (MG).Também me apresentei alguns dias atrás, um novo projeto chamado PERSEP♄ONÊ em que tento satisfazer meu interesse de exploração de som noturno e estou trabalhando em seu Primeiro EP. Também estou terminando no primeiro EP para um projeto de rap argentino chamado Wolves. Ao mesmo tempo, trabalho com aulas e workshops on-line para difundir os conhecimentos adquiridos nesses anos. Em setembro, tenho uma oficina em Florianópolis, SC. E então faremos outra em Curitiba, PR com Alien Chaos.

 

 

 

Original Version - EN

 

Born in 1987 in the province of Neuquén, Facundo Melchor was remarkably curious about music from an early age.

At 5 years old he began with his first practices and keyboard lessons. During the years of childhood he joined a choir and began to play instruments of winds and percussion.

It was until 2002, at the age of 15, when he met the world of rhythm programming, audio editing and computer tools to perform these tasks.

In 2003 he began to take it more seriously studying as a self-taught, researching, reading and sharing with friends and professional references of the musical field he spent his next years experimenting with different styles (D & B, Trip Hop, Jungle, House, minimal, techno, Acid, Psytrance) in different projects and formats.

Already living in the city of Buenos Aires in 2010 decides to focus all his energy on a new musical project entirely worked on the platform Ableton Live. Where it was that started the Calabi Yau project debuting in its first presentation in Buenos Aires at Orionids Festival (2012) next to ZIK, Orestis, Zikore, Glosolalia, Ñutram kalku, Automata Theory and Invid Mind.

In 2013 with his friends from Patagonia (Ñutram Kalku, Adansonia, Trulpacum) founded Egregor Music.
 
During the following years Facu took and dictated several seminars and workshops in different cities of Argentina, as well as private and online classes with students and teachers from different parts of the world.

 

 

 

How long do you work with music production?

In the beginning I was 15 years old (2002) when I was playing with DAW´S as videogames, I spent a lot of time just making crazy noises without any sense or structure. After 2 years I keep it in that way meanwhile I started to search information about music production and synthesis, it took a more important place in my life.

 

Which DAW are you more familiar?

I used Fruity loops for many years, also Rebirth and Reason but since 2010 I started to use ABLETON LIVE, I became a total addict to it. I’ve tried Logic and Cubase but I don´t practice in my daily life.

 

When you start to write a track, how do you start?

I always start rolling a big fat joint after that sometimes with kick and bassline, sometimes with a rhythmic pattern, I never do on the same way.

 

Your favourite plugin?

Reaktor and Serum forever.

 

What gears do you have in the studio?

Currently I just use my macbook pro, Native Instruments Audiokontrol and my speakers Mackie 5. No synth hardware, pure diSHITal stuff. i’m saving money to upgrade my studio as soon as possible.

 

Give a tip for newcomers to get involved in a professional career.

In musical terms, it’s important to be permeable to the music and culture influences. Do not reject music styles or sounds aesthetics, music is constantly changing. As music producers you always need to be updated and opened ears.
Keep studying until death. Music is an ART not a sport. Always be humble and grateful with the others. Do not compete with anyone, spread love, good vibes and never stop doing what you love. 

 

What will be your next steps, projects, releases?

Since I arrived to live in Brazil some month ago I am preparing my new Calabi Yau EP by Fantazy Records and Egregor music as a collaboration between labels for release and promotion. Next gigs on my road are : Natureza Digital (PR), Meiembipe (SC) and Samsara and Underground Valley (MG) And I also presented few days ago a new project called PERSEP♄ONÊ in which I try to satisfy my concerns of exploration of the nocturnal sound and working in his Ep Debut. I'm also finishing the debut Ep for an Argentine rap project called Wolves. In the same time i'm working with on-line classes and workshops to spread the knowledge acquired in these years. In september I have a workshop in Florianopolis, SC. and then we will make another one in Curitiba, PR with Alien Chaos.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload