Tem interesse em aprender mais sobre produçao musical?

Aprenda técnicas AVANÇADAS de produção musical com AULAS PARTICULARES onde desenvolvemos a partir do estilo de som que você deseja produzir, MELHORE seu workflow, finalizando suas tracks mais rapidamente e com mais QUALIDADE.

Como preparar sua track para masterização

September 14, 2017

 

 

No post de hoje vamos falar como preparar sua track apropriadamente para a masterização, principalmente no começo surgem muitas dúvidas em relação a isso pois o profissional que vai masterizar sempre vai pedir algumas recomendações que são essenciais para sua track estar apta para realizar o processo

 

Algumas das recomendações mais importantes são:

 

Formato: .wav ou .aiff  24bits ou 32bits(float) 

Está é em relação ao formato que vai ser selecionado ao renderizar o projeto final, tenha em mente nunca enviar formatos comprimidos como .mp3 !  O formato mais comum é .wav ou .aiff que comprometem a enviar toda a informação do especto sonoro com máxima qualidade. 

 

Sobre o bit depth, que se refere a resolução de cada bit, é altamente recomendado usar 24 ou até mesmo 32 bits pois isso provém um headroom mais amplo para a estágio da masterização.

 

Sample Rate: 44.1 kHz ou o mesmo que usar no projeto.

Este também se refere a resolução do audio, no formato de quantos samples por segundos ele vai ser renderizado, você deve checar em qual resolução está trabalhando em suas configurações de audio da DAW, e selecionar o mesmo valor na area de renderização para não haver conversão antes da masterização. O padrão para o audio digital é de 44.1 que isso refere a 44 mil e 100 frames por segundo se voce optar por escolher resoluções maiores tenha em mente sempre usar um valor múltiplo (como 88.2 kHz que é 2x 44.1) para evitar erros durante o processo da conversão.

 

 

*NOTA: Importante não usar dithering nessa renderização pois ele só deve ser aplicado na masterização.

 

 

Digital level (Master Channel): -6db *sem compressão

Aqui está um um ponto chave que causa um mal entendimento, eu mesmo ja passei por isso e estou aqui para esclarecer, no processo de masterização o profissional precisa de espaço para trabalhar com os nivelamento antes da compressão final. Para isso voce tem que checar o valor de PEAK em seu canal do master: 

 

 

 

Esse nível indicado deve se manter nos pontos de maior pico da track o valor de -6db. É importante não variar muito esse valor pois isso torna o trabalho muito mais complicado ao estágio final da normalização.

 

NOTA: Não abaixe ou aumente volume no master para atingir esse nível, prefira selecionar todas os canais (ctrl+a) e ajustar todos de uma vez. 

 

Alguns exemplos:

 

Acho bem válida a ideia de voce gravar a track e inserir o arquivo de áudio dentro do projeto, assim voce conseguirá ver a waveform e controlar alguns picos que possam atrapalhar o processo da masterização.

(ideal com -6db constante) CORRETO

Aqui vemos o sinal mantendo constância em um todo e com um espaço suficiente para masterização.

 

 

(-6db mais com picos extremos) ERRADO

Aqui o sinal em maior parte mantém um bom espaço mas com alguns picos que acaba prejudicando a peça como um todo.

 

 

(quase -0db sem compressão) ERRADO

O sinal agora está praticamente sem espaço disponível, prejudicando o trabalho da masterização.

 

 

(-0db comprimido) ERRADO

Aqui já é um caso extremo, o sinal está comprimido e sem nenhum espaço para trabalhar.