Tem interesse em aprender mais sobre produçao musical?

Aprenda técnicas AVANÇADAS de produção musical com AULAS PARTICULARES onde desenvolvemos a partir do estilo de som que você deseja produzir, MELHORE seu workflow, finalizando suas tracks mais rapidamente e com mais QUALIDADE.

Entrevista com FELE (PT/EN)

September 21, 2017

 

 

ENGLISH BELOW
 

 E hoje vamos seguindo com uma entrevista com FELE produtor austríaco que faz parte hoje em dia da gravadora suiça Freak records e está encantando ouvidos mundo a for com suas produções! Eu particularmente gostei muito de suas respostas !

 

 
 

Versão traduzida

 

 

1. Quanto tempo você trabalha com a produção musical?

O primeiro contato com a produção de música eletrônica foi há cerca de 6 anos. Naquela época, eu tentei produzir drum and bass devido ao interesse geral na música e no computador. Era mais por brincadeira aquele tempo. Comecei a trabalhar mais intensamente depois do meu primeiro contato na cena psytrance. Foi em torno de 2013.

 

2. Qual DAW você é mais familiar?

Ableton Live. Nos últimos anos, fiquei um pouco familiar com o cubase devido a colaborações com amigos. Eu tentei também Studio One e Bitwig Studio. Gostei de muitos, mas nunca mudei minha produção para outra DAW. Eu realmente gosto do Workflow em Ableton. Ableton sempre funcionou muito estável. Nunca tive um problema maior com ele e nunca perdi um único segundo de música.

 

3. Quando você começa a escrever uma faixa, como você começa?

Depende da situação. Se eu tiver algo concreto em mente, eu começo pegando o kick bass de uma outra faixa. Caso contrário, eu começo com bateria e baixo, em seguida, tocando com uma melodia ou um pad para encontrar um loop de trabalho. Depois que a idéia fica um pouco mais concreta, eu começo a gravar algumas coisas do fx. Apenas coisas aleatórias moduladas por múltiplos parâmetros durante a gravação. Depois disso, gravo algumas camadas de lead e começo a organizar. principalmente primeiro na primeira parte e mais tarde no outro e na intro.

 

4. O seu plugin favorito?

Serum. Tive muita diversão com  ele e aprendi muito sobre a síntese. Há um ano atrás, provavelmente, 3/4 dos meu liveset eram sons de Serum. Tem boas wavetables e uma superfície de controle clara. O único ponto ruim é que ele não tem nenhum arpeggiator incorporado, o resto realmente é muito bom.

 

5. Quais equipamentos você tem no estúdio?

Dynaudio LYD 5

Steinberg UR22 

Two Screens

Virus TI2 

Controladora MIDI e Teclado

Tudo conectado em um MacBook Pro

 

6.Dê uma dica para novos produtores se ingressarem em uma carreira profissional.

Sempre tente melhorar sua produção. Nunca pense que existe um limite . Ouça gêneros de música diferentes, cada gênero tem suas próprias especialidades e técnicas que você pode aprender com isso.

Saiba mais sobre a tecnologia que você está usando, e não apenas as físicas, também quais efeitos  seus plugins estão fazendo para o som. Para mim, sempre foi importante entender como os dispositivos realmente funcionam e como eles manipulam a onda e o espectro. Com uma compreensão mais profunda, você pode eliminar possíveis fontes de erros.

Invista sabiamente em equipamentos. Decidir o que você precisa para melhorar sua qualidade e o que não é. Como exemplo, você não deve gastar um monte em um sintetizador se você não consegue usá-lo. Você pode ter milhares de VST free para aprender a síntese . Assista a tutoriais. A internet está cheia de gente que explica coisas sobre produção musical, síntese e teoria da música. não importa qual tipo de música eles estão produzindo, você aprenderá com certeza.

 

7. Qual é a mensagem ou o sentimento que você coloca nas suas produções?

Totalmente depende do meu humor enquanto produzo. Eu penso que cada produção é um espelho de meu estado mental e de meu sentimento no momento da produção.

 

 

Original Version 

 

 

 

1. How long do you work with music production?

The first contact with digital music production was about 6 years ago. Back then i tried to produce drum and bass due to the general interest in music and nerdy computer stuff. It was more playing around and by time. Started to do it more intense happened after my first contact to the psy trance scene. This was around 2013. 

 

2. Which DAW are you more familiar?

Ableton live. in the last years i came a little familiar with cubase due to collaborations with friends. I tried also Studio one and Bitwig Studio. I liked there a lot of things but never switched my production to some other DAW. I really like the Workflow in Ableton. Ableton always worked very stable. Never had a bigger issue with it and never lost a single second of music. 

 

3. When you start to write a track, how do u start?

Depends on the situation. If i have something concrete in mind i start there, take kick bass from an other track and start there Otherwise i start with Drums and bass then playing around with a melody or a pad to find a working loop. After the idea gets little more concrete i start recording some fx stuff. Just random things modulated by multiple parameters while recording. After that i record some lead layers and start to arrange. mostly first in front and later in the back and intro. 

 

4. Your favourite plugin?

favourite plugin synth: serum. Had a lot of fun with it and learned a lot about synthesis. a year ago probably 3/4 of my liveset were serum sounds. It has nice wavetables and a clear control surface. The only bad-point is that it has no arpeggiator built in, all the rest really rocks. 

 

5. What gears do you have in the studio?

Dynaudio LYD 5

Steinberg UR22 

Two Screens

Virus TI2 

MIDI controller and keyboard

everything connected to a macbook pro 

 

6. Give a tip for newcomers to get involved in a professional career.

Always try to improve your production. Never think that theres a limit somewhere. Listen to very different genres of music, every genre has its own specials and techniques you can learn from it.

Learn about the technology you are using, not just the physical ones also what your plugin effects are doing to the sound. For me it was always important to understand how the devices actually work and how they manipulate the wave & spectrum. With a deeper understanding you can eliminate possible sources of errors.

Invest in gear wisely. decide what you actual need to improve your quality and what not. As example you should not spent a grant on a synthesizer if you are not able to use it. You can have tons of VSTs for free to learn synthesis. Watch tutorials. The internet is full of guys explaining stuff about music production, synthesis and music theory. doesn’t matter which Kind of music they are producing, you will learn something for sure. 

 

7.  What is the message or feeling do you put in your productions? 

Totally depends of my mood while producing. I Think every production is a mirror of the state of mind and feeling in the moment of producing.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload